Compreendendo o especismo.

Compreendendo o especismo.

1 a a a a deb1 animais se vc ama uns

O preconceito e o mal que ele faz: compreendendo o especismo Laelia Tonhozi Muitas vezes maltratamos ou discriminamos outras pessoas sem entender o motivo pelo qual estamos fazendo isto. Dificilmente refletimos sobre a razA?o de tal comport…amento. Muitas vezes descobrimos isto da forma mais dolorosa: porque somos nA?s, naquele momento, que estamos sendo maltratados. Ou porque somos mais gordinhos que os outros, ou porque somos magrinhos, ou porque usamos A?culos, ou gostamos de mA?sica sertaneja e nA?o de rock. Ai??s vezes porque somos de uma religiA?o diferente, ou porque nA?o comemos carne. Por muito tempo a humanidade tratou as pessoas do grupo Ai??tnico-racial negro como escravos, porque apresentavam a cor da pele mais escura.
TambAi??m Ai?? muito comum atAi?? hoje, chamar as mulheres loiras de burras, o que demonstra duplo preconceito e um erro: com as mulheres e com as loiras ai??i?? que nA?o sA?o menos inteligentes que os homens, nem mais ou menos inteligentes que as ruivas ou morenas. E o equAi??voco Ai?? que nA?o existe o gA?nero feminino de burro na natureza, que, aliA?s, Ai?? um animal bem inteligente. Introduzo estas reflexAi??es porque quero falar de um outro preconceito bem pouco falado: o especismo: o especismo Ai?? um preconceito que exercemos contra outros animais, os que nA?o sA?o humanos.
E por nos considerarmos superiores, porque somos humanos, donos de um tipo de inteligA?ncia diferente da dos outros animais, julgamos que podemos explorA?-los ou desrespeitA?-los. Esta forma de pensar Ai?? o que chamamos de antropocentrismo, quer dizer, o ser humano Ai?? o centro. Dificilmente paramos para pensar que esta Ai?? uma forma de pensar que nA?s herdamos de nossos ancestrais (humanos) e que nA?o Ai?? justa com as demais espAi??cies: cada um tem sua prA?pria forma de pensar, sua prA?pria inteligA?ncia, sua prA?pria forma de sentir, de desejar, de sofrer. E de ser ! NA?o Ai?? raro nos esquecermos de que os animais tambAi??m tA?m famAi??lia e que a separaAi??A?o de um porquinho de sua mA?e Ai?? muito dolorosa. E que matA?-los para comA?-los, pode nA?o ser uma atitude muito elogiosa.
Pensar diferente seria ter uma visA?o biocA?ntrica, quer dizer, crer que tudo o que Ai?? vivo tem sua importA?ncia, sua prA?pria importA?ncia ! Mas Ai?? isto que nossa civilizaAi??A?o vem fazendo. Assim, na prA?pria vez que o assunto ai???preconceitoai??? aparecer em sua roda de conversa, introduza este tema e mostre que o preconceito Ai?? uma heranAi??a que deve ser combatida porque faz mal a muita gente, digo, a todo mundo! NA?o pratique o preconceito: a prA?xima vAi??tima pode ser vocA? !

About the Author
Leyla Orilio

Deixe um cometário